Endermologia

 

O que é?

Em primeiro lugar, é importante dizer que ENDERMOLOGIA é diferente de vacuoterapia!

O aparelho de Endermologia é tecnologicamente superior.

Traz um mecanismo complexo de cabeçote eletronicamente controlados e com função mecânica automatizada, girando de um sentido ou outro através de roletes, sendo deslizado pelo corpo.

Entre os roletes há uma pressão negativa, ou seja faz o vácuo. Assim, diminuem a densidade do tecido subcutâneo e ajudam no intercâmbio intracelular e extracelular.

 Para que serve?

Há um aumento médio de 400% do fluxo sanguíneo no local imediatamente após uma sessão de endermologia, com isso, aumenta-se a quebra de gordura localizada e diminuição de medidas.

Ocorre também o auxílio da eliminação dos líquidos excedentes e toxinas do corpo, promovendo drenagem linfática.

A mobilização do tecido conjuntivo estimula a produção de colágeno. A pele melhora, melhora muito a flacidez.

 Dói? Deixa roxo? Causa flacidez?

Não! A verdadeira endermologia não dói e não deixa roxo, diferentemente da vacuoterapia. Inclusive, para as primeiras sessões recomenda-se que se use uma malha aderente ao corpo para otimizar os resultados.

A verdadeira endermologia não deixa flácido! Muito pelo contrário, estimula a produção de colágeno e ajuda a melhorar a pele!

Quantas sessões são necessárias?

Geralmente notam-se bons resultados com 10 a 14 sessões. Depois disso, é importante agendar uma sessão de manutenção semanal.

Qual o intervalo entre as sessões?

Podem ser feitas sessões a cada 2 dias, e no mínimo, uma vez por semana.

É melhor do que a Drenagem Linfática Manual?

Pode ser, e em muito se a Drenagem Linfática Manual for realizada por profissional não competente. Mas pode ser somada à Drenagem Linfática Manual e outros procedimentos.

Sua vantagem sobre a drenagem linfática manual é a maior capacidade de movimentar corretamente a pele, estimulando seu metabolismo e a vascularização e, principalmente ativando as células chamadas fibroblastos.